Comércio marítimo


O transporte marítimo mundial continua a desenvolver-se com um crescimento anual de 4% em 2017 (Review of Maritime Transport 2018 - UNICTAD). Este crescimento suporta-se em vários factores favoráveis ao seu reforço futuro: o aumento das trocas Sul-Sul, a iniciativa One Belt – One Road, a Associação para as infraestruturas de Qualidade e, também, os alargamentos dos canais do Suez e do Panamá. 

O enorme desenvolvimento da indústria marítima no século XX deu origem a um aumento dramático da poluição dos mares e oceanos causado pelos diversos resíduos de hidrocarbonetos que os navios produzem, em razão do seu funcionamento, e a que chamamos slops. Um porta-contentores de 50 000 cavalos vapor de potência gera, por exemplo, 1.6 toneladas de resíduos oleosos por dia, ou seja, quase 1% do seu consumo de combustível. No passado, estes resíduos eram, quase sempre, lançados ao mar.O enorme desenvolvimento da indústria marítima no século XX deu origem a um aumento dramático da poluição dos mares e oceanos causado pelos diversos resíduos de hidrocarbonetos que os navios produzem, em razão do seu funcionamento, e a que chamamos slops. Um porta-contentores de 50 000 cavalos vapor de potência gera, por exemplo, 1.6 toneladas de resíduos oleosos por dia, ou seja, quase 1% do seu consumo de combustível. No passado, estes resíduos eram, quase sempre, lançados ao mar.Tornando-se necessária uma regulamentação específica, um primeiro texto internacional foi aplicado em 1954: a Convenção OILPOL (International Convention for the Prevention of Pollution of the Sea by Oil). Mas, esta convenção não era suficientemente restritiva e repressiva. Um novo texto – que ainda se encontra em vigor – foi adoptado em 1973 e rectificado em 1978. Visando limitar todas as formas de poluição gerada pelos navios (no mar, em terra e atmosférica), foi criada a Convenção internacional para a prevenção pelos navios, designada MARPOL 73/78, que impõe a recolha e o tratamento de todos os resíduos em terra.

Os resíduos oleosos podem ser de origem terrestre (limpeza de tanques ou pipelines) mas, a grande maioria é gerada pelo comércio marítimo. Com a designação genérica de slops estão agrupados diversos resíduos de hidrocarbonetos produzidos pela actividade normal dos navios. Estes resíduos são compostos, em proporções variáveis, por água, hidrocarbonetos, sedimentos e poluentes diversos.





pollution

Os resíduos petrolíferos :

Lamas das máquinas

São as lamas geradas na casa das máquinas e que são, na sua maioria, constituídas por resíduos petrolíferos resultantes da purificação dos combustíveis utilizados nos motores e caldeiras, por óleos de lubrificação e por óleo hidráulicos usados.

 

Águas de porão

Tratam-se das águas que escorrem da casa das máquinas e que estão poluídas com uma mistura de fuel, óleos de lubrificação, de detergentes e solventes. Estas águas poluídas contêm cerca de 10% de hidrocarbonetos.

 

Resíduos de carga

São os resíduos da exploração comercial dos navios petroleiros e petroquímicos. São de dois tipos: águas de lavagem de tanques e os resíduos de carga. Podem também ser porções de cargas contaminadas por outros produtos e, portanto, impróprias para comercialização.

 

 

Considerados como resíduos industriais, os slops são recolhidos nos portos, à custa do armador. A sua composição é variável e a natureza dos poluentes (sedimentos, metais pesados) fazem com que sejam particularmente difíceis de reciclar. Por esta razão, são, frequentemente, incinerados.

Dispondo de uma tecnologia inovadora que permite a sua valorização, a Ecoslops propõe às infraestruturas portuárias, aos colectores de resíduos e aos armadores uma solução económica, rastreável, ecológica transparente e conforme com a regulamentação sobre a recolha e o tratamento deste tipo de resíduos.Dispondo de uma tecnologia inovadora que permite a sua valorização, a Ecoslops propõe às infraestruturas portuárias, aos colectores de resíduos e aos armadores uma solução económica, rastreável, ecológica transparente e conforme com a regulamentação sobre a recolha e o tratamento deste tipo de resíduos